Ponto e Vírgula Tops
18 de maio de 2012 por Vinicius Perez

5 grandes masturbadores da história da humanidade

É com um aperto no coração que venho avisar que estamos no fim da Semana NSFW. Falamos da história da censura na pornografia, sugerimos filmes, citamos pensadores modernos e até uns inocentes beijinhos aconteceram. E que maneira mais justa de dizer adeus do que homenageando aqueles paladinos da masturbação que levantam a bandeira (no pun intended, mesmo) e tornam a vida mais fácil para nós?

Louis C.K.

Praticamente um pai para a turma autodepreciação, Louie dedicou um episódio inteiro do seu seriado para falar de masturbação, onde ele era a única pessoa que a FOX News encontrou que aceitou ir na TV defender a arte solitária. Além disso, grande parte de seu material de stand-up trata de comportamentos não muito lisonjeiros, como, eventualmente, é a masturbação.

“You can tell how bad a person you are by how long after 9/11 you waited to masturbate – for me, it was between the first and second tower falling down.”

Robert Crumb

Pai dos quadrinhos underground de contracultura, Crumb muito falou dos hippies, do LSD e dos estereótipos dessa época. Mas o quente mesmo está nas epifanias autobiográficas e sexuais do mestre, desde da tenra idade de 8 anos quando, diz ele no documentário do “Crumb”,  quando se masturbava com um desenho do Pernalonga recortado de um jornal até as clássicas representações de mulheres feijão (muito antes da explosão de mulheres fruta por aqui). Os desenhos são moças grandes, fortes, com grossas pernas e grandes bundas, para nosso amigo Crumb poder subir na cacunda, sentar em cima da bunda e outras atividades agradabilíssimas. Não entendeu? Ele explica melhor:

James Joyce 

O celebrado autor de Ulisses, considerado um dos escritores modernistas mais foda do mundo, também entrou para a posteridade pelas longas cartas que trocava com sua esposa, Nora Barnacle. Nas cartas, entre juras de amor e comentário sobre flatulência e sexo anal, o autor afirma se masturbar ao ler as respostas de Nora (e também ao responde-las).

Mais que isso, todo ano o mundo comemora o Bloomsday em 16 de junho, dia em que se passa o romance Ulisses e, diz a lenda, dia que Nora Barnacle masturbou seu então futuro marido pela primeira vez.

“Goodnight, my little farting Nora, my dirty little fuckbird! There is one lovely word, darling, you have underlined to make me pull myself off better. Write me more about that and yourself, sweetly, dirtier, dirtier.”

Franz Kafka

Você deve conhecer o Kafka por livros como “A Metamorfose”, “O Processo” e toda essa narrativa que trata de alienação e paranóia. O que você não deve saber é que uns anos atrás descobriram o acervo de pornografia do rapaz e os acadêmicos ficaram com os pêlos dos braços arrepiados com o quão bizarro era o conteúdo da coleção dele (e olha que ele já era o bróder que transformou um ser humano em barata em um livro). Diz que as coisas iam de híbridos de homem e porco-espinho fazendo sexo com mulheres de vários seios até maluquices ainda piores. Os estudiosos ficaram em chamas. Eu sei que nossas mães nos ensinaram a nunca julgar alguém pela aparência, mas eu sempre soube, olha essa carinha dele.

“These are not naughty post-cards from the beach, they are undoubtedly porn, pure and simple. Some of it is quite dark. It’s quite unpleasant.”

Onã

Filho de Judá, neto de Jacó e garoto problema do Antigo Testamento: esse é Onã. O clima é meio novela do Manoel Carlos fumando crack: tinha o Er, o primeiro filho de Judá, mas ele era palha e Deus apagou ele como um gangsta rapper. Pra equilibrar as coisas, Ele enviou Onã, um segundo filho para Judá e um novo marido para a viúva de Er, com a missão de engravida-la e criar um herdeiro para a fortuna do irmão cadáver. Mas Onã, malandrérrimo, percebeu que, sem herdeiro, a grana ia todo pra ele. Assim, na hora de concretizar aquele amor bíblico, Onã deu uma escapada e, pardon moi, gozou no chão, sendo assim a primeira pessoa da história desse planeta Terra criacionista a fazer sexo sem fins de reprodução. O inventor da punheta.

“Onã, porém, soube que esta descendência não havia de ser para ele; e aconteceu que, quando possuía a mulher de seu irmão, derramava o sêmen na terra, para não dar descendência a seu irmão.” (Gênesis 38:9)

E vocês, batem punheta? Sim? E cobram quanto?

Ok, desculpa. Vou embora.

2 comentários para 5 grandes masturbadores da história da humanidade

  1. Gabriel Ouriques disse:

    Finalmente entendi a etimologia do termo “onanismo”. Outra: R. Crumb é foda. Literalmente.

  2. marcos disse:

    esqueceram de um cara, Pietro Luigi
    http://bselvagem.com.br

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>