Comportamento Nada a Ver
05 de junho de 2012 por Desirée Marantes

Mude de emprego se seus colegas não forem legais.

Dentre inúmeros motivos que me fazem adorar o lugar onde eu trabalho, um deles é que *todos* meus colegas são gente boníssima. Hoje, o Ale chegou na sala onde eu estava e não apenas disse que ia fazer um caderninho de presente para mim, como abriu duas caixas cheias de tecidos, elásticos e coisinhas massa para eu escolher como eu quero que seja. Detalhe que ele faz cadernos manualmente e são lindos demais. Em breve ele vai postar um “como fazer seu próprio caderno” e a gente compartilha por aqui, porque na Box já fizemos uma oficina interna para ensinar quem quiser aprender. É, aqui quando alguém sabe um negócio diferente, a gente monta uma oficina para ensinar os outros. Direto pensei em compartilhar essa belezura com vocês, chamei o Vitor, outro colega,  que chega humildemente de Rolleiflex. Mas enfim, desculpa aí quem não tem colegas tão massa, faço votos para que você consiga trabalhar com gente legal logo. E se alguém tem histórias massa sobre seu ambiente de trabalho e quiser divulgar por aqui, manda e-mail pra gente.

Tem mais fotos dos caderninhos do Ale depois do pulo

:)

About Desirée Marantes

Unicorn-in-chief

17 comentários para Mude de emprego se seus colegas não forem legais.

  1. ariane lira disse:

    Bah, mas que bela Rolleiflex. E, mano, que mestrado animal o que Ale! Muito animal!

  2. Deise Souza disse:

    Desirée, muito top hein!? Gostei demais, sem DUVIDAS o ambiente e o time = colegas de trabalho que são bacanas e cooperam entre si, fazem TOTAL diferença. Quando o cara é bacana a gente faz de tudo por ele, as vezes sacrifica nossas prioridades para ajudar o outro.
    Isso que é time! #mydream.

  3. Natália disse:

    Adorei o post! O Alê é mesmo um gênio dos trabalhos manuais!

  4. Aqui na agência estamos ouvindo “os melhores clássicos românticos dos anos 80/90″ enquanto leio esse texto.

    Tô bem aqui, obrigado.

    :)

  5. Niege Borges disse:

    linda essa caixinha do ale :~

  6. lou martins disse:

    muito amor e nada mais importa. <3.

  7. Belisa disse:

    Até hoje, sempre tive a sorte de trabalhar com pessoas maravilhosas. Mesmo que o trabalho fosse “nem tanto”, na hora de mudar de emprego sempre pesava a equipe e os amigos que fiz.

    Amei a caixa e o caderninho! Quando rolar o post ensinando como fazer, sem dúvida colocarei em prática.

  8. João Paulo disse:

    Muito legal essa interação no trabalho de vocês e as agendas super estilosas, claro.
    Achei bem provocador o post, reflexivo pra quem pensa em trocar de emprego haha.

  9. Augusto disse:

    Com certeza, arrumar emprego é super fácil.
    E eu posso largar meu emprego chato a qualquer hora, pois dinheiro não é problema!
    Adorei! (Y)

    • Se fosse fácil ninguém seria desempregado. Mas fica o convite para sempre estar em busca de um ideal.

  10. A sua vida, saca?

    http://www.oesquema.com.br/trabalhosujo/2007/05/11/a-sua-vida-saca.htm

    O melhor texto sobre emprego do MUNDO.
    e leiam os comentários depois.

  11. Augusto disse:

    Texto legal, Ariel. Mas é disso q eu to falando:
    “Comentário por Alexandre
    13 de maio de 2011 às 13h20
    Sabe o que é. É aquela velha história: ‘Falar é fácil’.
    Tudo o que o autor do texto diz, eu concordo! Acho que todo mundo deveria viver a vida e fazer o que quer.
    Eu fui/sou (sei lá) ator, só fiz isso por 2 anos. Quase morri de fome, e praticamente não tinha onde morar.
    Se for pra largar o emprego e morar debaixo da ponte, aí realmente é burrice.
    Agora, se você tiver como tirar dinheiro de outro lugar, sem precisar “trabalhar”, ótimo, vá em frente. Eu adoraria fazer isso.
    Mas se eu ficar sem emprego agora, vou morar onde? Na casa da sua mãe? Na sua? Você vai alugar uma kitnet pra mim? NÃO! Realmente achei o texto sensacional! Mas pra realidade acho bem difícil”.

    • Augusto, não se sinta atacado, por favor.
      Acho que todo mundo sabe o quão difícil é se aproximar do seu “sonho” e quiçá realiza-lo. Mas não se deveria desistir por ser difícil. Eu mesma já trabalhei algum par de anos como violinista e também enfrentei uma situação complicada financeiramente. Viver de música era meu sonho, meu ideal, hoje em dia não é mais e não porque deixei de gostar de música e/ou tocar, mas sim porque descobri que adoro fazer várias coisas diferentes e em uma delas achei um trabalho que me sustenta. A mensagem que tentei passar foi “se você não está feliz, saiba que você merece e que sempre haverão melhores opções.” E se essas opções não existirem? Crie-as.
      E sim falar é fácil (pra mim escrever é mais fácil ainda do que falar), difícil é fazer. Aproveito para citar uma música que gosto muito:
      “Remember what they say
      Their’s no shortcut to a dream
      It’s all blood and sweat
      And life is what you manage in between.”
      http://www.youtube.com/watch?v=Deyn9zI8e0w
      A realidade é o que nos oferecem no dia a dia, mas pensar no futuro da mesma maneira como fazemos com o dia a dia me parece um pouco errado. Não importa o que acontecer, siga em movimento, isso é o mais importante para te levar para um lugar que te agrade. E peço desculpas se meu comentário ganhar tons de livros de auto ajuda, o conselho é sincero.
      :)

  12. Alex Herrmann disse:

    É D+++ ser colega do desk

  13. Aline Bueno disse:

    Eu quero aprender a fazer esse caderninho! :D
    Tenho um carinho enorme por todos os meus colegas da época que eu trabalhava na Box. E um carinho tão grande quanto pelos meus colegas atuais!
    Uma coisa massa que rola na Lung (empresa que eu trabalho atualmente) é fazer reuniões em locais que normalmente não vamos. Em uma dessas ocasiões, fizemos a reunião num bar na beira do Guaíba e lá pelas tantas rolou um passeio de bote até a Ilha das Pedras Brancas (aka Ilha do Presídio). Foi incrível!

    • Mas, pessoal…
      Daí uma pergunta: essa metodologia de gestão de ~~recursos humanos~~ é produtiva?
      Essa ida ao bar no Guaíba e tal… como que é? Ou dispersa?

      Eu tenho meio que um pé atrás com isso.

      • Eu acho produtiva sim. Colocando objetivos claros e um tempo razoavelmente fixo para as discussões, acho que rola de fazer em qualquer lugar. Pelo menos com minha equipe funciona.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>