Diversidade geracional nas equipes: nossa experiência com uma nova vaga de trabalho da Box1824

A Box lançou uma chamada buscando assistente de gerência de projetos aqui para nossa equipe. O detalhe essencial do descritivo era que todes os candidates devessem ter +50.

Estamos a algum tempo em projetos desenvolvendo e pesquisando o que por hora estamos chamando de conteúdo SENIORS, e estudar essa geração nos trouxe realidades novas e gerações fronteiriças no campo da busca pela desconstrução dos paradigmas modernos.

Lembra dos baby-boomers? A geração pós-guerra toda disruptiva, talvez uma das mais responsáveis pelos modelos e estabilização econômica no que concerne às formas de consumo como conhecemos hoje, enfim, a mesma geração que foi inaugural em muitos dos nossos comportamentos contemporâneos, é a mesma que hoje caminha nos terrenos do 50+ em diante. É uma geração que está vivendo uma realidade de saúde e disposição como nunca tivemos antes.

Nossa longevidade é maior e melhor. O que significa uma busca diferente no que concerne a ocupação do tempo que temos, uma relação com o envelhecimento nova e uma preocupação com o consumo totalmente diferente das anteriores.

Tudo isso a gente explica melhor com novos e futuros conteúdos, mas o que queremos falar mesmo é da experiência que estamos tendo com essa busca de perfis para trabalharem conosco.

Lançamos a chamada e em pouco tempo recebemos respostas incríveis. São pessoas altamente qualificadas que por se identificarem com o que trabalhamos e pesquisamos estão se aproximando das mais variadas formas. Muitas delas vêm principalmente carregadas de admiração e engajamento naquilo que somos apaixonados: pesquisa, tendência e comunicação com todas as pessoas e gerações que compõem nosso leque de ação.

O que estamos aprendendo disso tudo é que a valorização de experiência de vida traz mais humanização para o mercado. Que se desejamos olhar e formular soluções e produtos para essa parte da população precisamos de seus representantes nas equipes de trabalho. Que a demanda por inovação no mercado pressupõem maior diversidade nas equipes. Que ações plurais e verdadeiras em diversidade demandam estratégias de crescimento e inovação empresarial onde todos os profissionais possam estar representados e escalados.

É comum se associar a ideia de tendência e futuro a novas gerações, esse é sim um viés lógico de estudo, mas não único. O que percebemos enquanto estudamos a perenidade é que enviesar por essas paragens tem nos mostrado até mesmo a interseccionalidade de desigualdades respaldadas em muitas outras pesquisas que desenvolvemos por aqui. O envelhecimento hoje é também fruto de questões raciais, sexistas e classistas que definem muito a maneira e a qualidade com que se viverá esse novo tempo que nós teremos.

Essa chamada tem mostrado perfis betas no que constituem esse profissionais +50, pessoas engajadas, interessadas e qualificadas na atividade da pesquisa e da tendência, no gerenciamento de projetos, são profissionais antenados no vocabulário, nas formações específicas e com muita estrada e vivência para valorizar ainda mais a bagagem profissional que carregam, tudo isso com a disposição de se trabalhar em um novo espaço com todas as idades e gerações em constante comunicação e troca.

Ficamos tão felizes e estamos aprendendo tanto que queríamos dividir isso com vocês e com todes para quem sabe, multiplicar essa ação para que possamos ter cada vez mais diversidade nas equipes. Vamos buscar mais pluralidade nos corpos que compõem as empresas e agências! Vamos crescer o time e queremos evoluir as ideias sempre!

Versão resumida ×

Exibir texto integral

Comente

Mudando de assunto...

Intermediários eliminados: o potencial do Blockchain para desencadear o futuro

Playing Reality

Vivemos na transição entre o fim do atual modelo econômico e o despertar de novas economias. Acesso, comunidade, propósito, reputação, transparência, confiança: são bases para, a partir das tecnologias que evoluem exponencialmente, construirmos uma nova forma de realizar transações — sejam elas financeiras ou não. Eis o Blockchain.

A principal tendência da atualidade: entenda a urgência do Lowsumerism

Lowsumerism

Como frear o consumismo em uma sociedade dominada por indústrias e marcas? As respostas surgem por meio de microtendências que levam a uma macrovisão da vida contemporânea: todo o nosso zeitgeist tem se voltado ao “menos é mais”. O consumidor, cada vez mais consciente, abraçará as alternativas de novos modelos mercadológicos capazes de atender às suas necessidades e vontades de uma maneira menos nociva.

A arte sutil do troll publicitário

Smart Trolling

Há alguns anos, marketeiros vem tentando institucionalizar o meme de modo que ele possa ser gerado em agências de publicidade. Viralizar não é tão fácil, mas também não é impossível. Práticas recentes apontam caminhos em que o troll é usado como comunicação, funcionando como um viral cirurgicamente executado. O troll efetivo é aquele que não menospreza a inteligência do público.