Playing Reality

/

por Eduardo Biz

Nas últimas décadas, instaurou-se no mundo uma mentalidade seamless que desfez as costuras entre on e off, questionando as barreiras que costumavam dividir o real e o ficcional. Múltiplas realidades e planos passaram a coexistir em um jogo de realidades no qual o que é fictício se alimenta da vida real, e vice-versa.

Leia o report completo sobre Playing Reality.

Versão resumida ×

Exibir texto integral

Comente

Mudando de assunto...

Tecnologia e governo: o futuro da democracia no SXSW 2016

Sonho Brasileiro

Entramos na democracia digital e o caminho é sem volta: os governos precisam passar a ver a tecnologia como ponto de partida para todas suas ações. Novas tecnologias e os inovadores por trás delas ressignificam processos e apontam para um amadurecimento democrático, que chega a novas pessoas e de forma profunda e complexa.

Periferias emergem como novos centros de arte contemporânea

Unclassed

Um dos convites da 32ª Bienal de São Paulo é para a desaprendizagem: rever todas as categorias do que é saber, valor, central. Um passeio pelos pavilhões revela onde os artistas foram buscar repertório para seus trabalhos: nos interiores, nas ribeiras, nas plantações. A exposição contempla Brasis, Américas, Áfricas e tantos de nós, que estamos incertos e vivos neste mundo contemporâneo.

Locavorismo e as três dimensões do desenvolvimento sustentável

Microeconomias

O impacto do consumo globalizado é ambiental, social e econômico. O consumo local, também chamado de locavorismo, propõe encurtar distâncias e olhar atentamente para as cadeias de produção. Este comportamento tem impacto positivo na geração de empregos, na redução da pobreza e na redução da pegada de carbono da comunidade.